Encontrar resoluções de Ano Novo nem sempre é fácil. Para ajudá-lo, apresentamos as idéias de alguns dos maiores pensadores de todos os tempos.

1. Faça uma caminhada todos os dias.

“Sobretudo, não perca a vontade de andar. Todos os dias, ando em direção a um estado de bem-estar e me afasto de todas as doenças. Eu tenho andado em meus melhores pensamentos, e não conheço nenhum pensamento tão oneroso que eu não possa me afastar dele. Mas, sentando e ficando parado, e quanto mais eu fico sentado, mais perto estou de sentir-me doente. Assim, se alguém simplesmente continua andando, tudo ficará bem. ”
– Søren Kierkegaard

Kierkegaard, cuja angústia paralisara até o adolescente mais dramático , muitas vezes encontrou refúgio contra a ansiedade da existência em caminhadas. Na falta disso, ele tentou explicar a dificuldade de sua vida em seus escritos. Ele tinha muito a dizer sobre angústia, ansiedade, Deus, morte e os termos da liberdade.

2. Abrace a si mesmo – e aos outros – como um ecossistema completo.

“Trabalhei com cuidado, não para zombar, lamentar ou execrar ações humanas, mas para compreendê-las, e, para esse fim, procurei paixões, como o amor, o ódio, a ira, a inveja, a ambição, a piedade e a outras perturbações da mente, não à luz dos vícios da natureza humana, mas como propriedades, tão pertinentes quanto a isso, como são o calor, o frio, a tempestade, o trovão e como a natureza da atmosfera, fenômenos ainda que inconvenientes, são necessários, e tem causas fixas, através das quais nos esforçamos para entender sua natureza, e a mente tem tanto prazer em vê-los corretamente, como em saber coisas como lisonjear os sentidos “.
– Spinoza (editado)

Spinoza, cuja filosofia é fascinante , viu o universo como determinista. Toda ação, portanto, teve uma causa imediata que poderia ser descoberta. Se você pode descobrir o que fez uma pessoa irritada, violenta, lamentável ou deprimida, torna-se mais fácil entender suas ações e mais simples perdoar suas falhas. Conhecer a ideia de que todos têm muito o que lidar com isso, coisas que podem torná-los desagradáveis ​​por um tempo, podem nos tornar um pouco mais compreensivos.

3. Tente viver como a água.

O melhor, como a água, beneficia tudo e não compete.
Eles habitam em pontos humildes que todos mais desprezam.
Colocando outros antes de si mesmos, eles se encontram no primeiro lugar e se aproximam do Tao.
Na sua morada, eles amam a Terra; Em seu coração, eles adoram o que é profundo.
Nas relações pessoais, eles amam a bondade.
Em suas palavras, eles adoram a verdade. No mundo, eles adoram a paz.
Em assuntos pessoais, eles adoram o que é certo. Em ação, eles adoram escolher o momento certo.
É porque eles não competem com outros que estão além da censura do mundo.
-Laozi

O Tao, também conhecido como Caminho , é freqüentemente comparado à água. Generoso, suave e fluido, puro, regenerador e, muitas vezes, cíclico; ser como a água é abraçar o Caminho. As fraquezas da água, o fato de ser suave e gentil, tornam-no mais poderoso; Ele pode fluir em qualquer lugar e até mesmo desgastar pedra. É difícil de encontrar um exemplo melhor da harmonia dos opostos .

4. Examine sua vida e crenças regularmente.

“A vida não examinada não vale a pena viver.”
-Socrátes

O implicante de Atenas assumiu como seu trabalho examinar todas as crenças, independentemente da amplitude e determinar se eram verdades ou não. Muitas vezes, ele pedia às pessoas que definissem uma virtude, como a coragem, apenas para descobrir que as pessoas que mais valiam não tinham idéia do que era. É só por examinar nossas vidas que podemos esperar melhorá-las.

5. Leia um novo livro a cada mês.

“Os brâmanes não tinham gado, nem ouro, nem riqueza. Eles estudaram como riqueza e grãos”.
-Buda

Os brâmanes eram professores e homens sagrados da Índia antiga , e continuavam como uma casta até hoje. Em teoria, eles eram a classe social mais alta. Em vez de se concentrar no dinheiro e nos assuntos mundanos, eles valorizaram o aprendizado e o conhecimento. O Buda nos lembra que esses homens respeitados eram homens da mente e que também nos encorajavam a seguir seu exemplo.

6. Passe mais tempo com seus amigos.

“O melhor amigo é aquele que, quando deseja o bem de uma pessoa, deseja isso pelo bem da pessoa “.
– Aristóteles

Aristóteles pensou que a amizade era vital para viver uma boa vida, mas isso não envolve qualquer amigo. Ele tinha um sistema de três partes para entender a amizade . As amizades mais genuínas, as que todos devem lutar, são aquelas em que duas pessoas se valorizam como pessoas e não como um meio para um fim.

7. Seja menos a pessoa que você espera ser, e mais a pessoa que você deseja ser.

“Torna-ti quem tu és!”
-Nietzsche

Nietzsche, que tem outras excelentes idéias on-line , era o rei da individualidade. Não havia nada pior para Nietzsche do que uma pessoa se juntar ao rebanho de pessoas que apenas seguiam. Enquanto ele era um determinista, ele ainda argumentava que deveríamos abraçar nossas vidas e o que quer que vier a nós.

8. Esforce-se pela excelência todos os dias.

“Nós somos o que repetidamente fazemos. A excelência, portanto, não é um ato, mas um hábito ”
-Aristóteles

Aristóteles considerava as virtudes como habilidades, aquelas que nos esforçaríamos para aperfeiçoar nossas vidas. Ser virtuoso era incorporar uma excelência em uma área específica, como coragem, temperança ou amizade. Fazê-lo uma ou duas vezes não era suficiente, você tinha criar um hábito para realmente incorporar a virtude.

9. Embrace change.

“Não se pode pisar dois vezes no mesmo rio duas vezes”
-Heráclito

Heráclito era um filósofo grego pré-socrático que argumentava que tudo estava sempre mudando. Isso não só significa que o rio muda, mas você também o faz. Ao invés de tentar se englobar em coisas que não podem durar, devemos abraçar a noção de que tudo irá, em algum momento, seguir adiante.

10. Faça o controle de sua vida.

“Mude sua vida hoje. Não aposte no futuro, aja agora, sem demoras”.
-Simone de Beauvoir

O existencialismo nos mostra como somos todos responsáveis ​​pelo que somos e nos tornaremos. Esperar a sua vida para mudar é uma opção, mas que nega a sua capacidade de se moldar no que deseja ser. Aproveite o dia!

Tradução: Júlio Cesar da Silva

Fonte original: http://bigthink.com/scotty-hendricks/10-new-years-resolutions-you-can-steal-from-philosophers

2 comentários em “10 resoluções de ano novo que você pode “roubar” dos filósofos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s